"Meu pai tem 86 anos e anda muito irritado, dizendo que está perto do fim e se recusando a aceitar nossos conselhos. O que devo dizer quando ele começa a falar em morte?"

Míriam Alves, São Luiz (MA)

Velhice e Aceitação da Morte
Imagem: Pixabay

Ana Fraiman

Os velhos em geral se preparam para morrer e encaram a morte de uma maneira muito natural. Quando nossos pais velhos começam a falar sobre morte, podemos dizer-lhes que não desejamos que morram e que sentiremos muito quando se forem, mas que também saberemos sobreviver a isso e honrar o que deles recebemos.

As despedidas sinceras são emocionantes e merecem ser vividas em sua plenitude, pois ao mesmo tempo em que dão permissão para a morte também dão para a vida. Elas possibilitam viver a tristeza da perda iminente e a alegria de compartilhar a vida sem culpas, sem falsidades. Às vezes, nossos velhos só esperam por nossa compreensão e aceitação de sua morte, para que possam partir sem remorsos de estarem nos abandonando.

Veja também: [Vídeo] Quem se sente mais inseguro na viuvez, o homem ou a mulher?

Fonte: Coluna VELHICE da revista CLAUDIA - Por Ana Fraiman

VELHICE - Como conviver com essa realidade
Ana Perwin Fraiman - psicóloga, com curso de aperfeiçoamento em Gerontologia Social pelo Instituto Sedes Sapientiae, SP. e pós-graduada em Psicologia Social pela USP.

 

  • Psicóloga formada pela UNIP, Mestre em Psicologia Social pela USP e doutora em Ciências Sociais pela PUC-SP.
  • Pesquisadora pelo NEF - Núcleo de Estudos do Futuro, com foco no Ecossociodesenvolvimento | Cátedra Ignacy Sachs, alinhada ao United Nations Millennium Project.
  • Coaching de Carreira e Preparo para uma Aposentadoria Sustentável.

Deixe uma resposta