Ter estado no topo não significa voltar ao topo

Para você voltar ao mercado numa boa colocação, além dos quesitos específicos para seu bom desempenho e de seu vasto currículo, deverá estar alinhado com a nova linguagem do mundo organizacional.

Aposentado de volta ao trabalho
shutterstock

“Quando eu ocupava o cargo de diretor financeiro de uma grande montadora, tinha duas secretárias diretas, além das demais, que nos serviam nas ocasiões em que o volume de trabalho aumentava. Todos ali tínhamos a maior dedicação e vezes sem conta permanecíamos, muito além do horário, em intermináveis reuniões. Claro que, algumas delas, ineficientes. Mas éramos uma equipe e todos colaboravam. Hoje estou trabalhando numa pequena empresa familiar.

Não fui treinado para isso. Não há equipe. Há os donos, eu e uma única secretária para todos. Então, sou eu mesmo que tenho que desenhar as planilhas. Perco um tempo danado! Sinto-me inoperante. Acostumei-me com a ação. Hoje, sinto que cumpro ordens. Além do que, ganho um terço do que ganhava antes. Minha esposa e meus filhos dizem que estou melhor, mais conversável, menos estressado. Mas dentro de mim, não consigo conviver bem com a nova situação. Sinto que perdi tudo aquilo pelo qual lutei a minha vida toda.”

Continue lendo