Broche para casamento

Já que ela é uma hipócrita, também posso ser.

Eu assumo. Não gosto da moça que meu filho escolheu. Muito tosca. Não sei o que ele viu nela. Só imagino. Cara de safada.

Broche para casamento

Os homens só querem isso. Deve ter lá, suas qualidades, mas que eu não vejo, não vejo. Os modos dela – sabe - não estão à altura dos nossos amigos. Não que eu aceitasse somente uma grande herdeira, mas uma mulher de projeção, bem relacionada, que abrisse portas para ele. Veja bem. Nós somos uma família de empresários.

Meu marido, por exemplo. Ele mesmo nunca estudou. Mas eram outros tempos. Não precisou de faculdade, não tem finesse. Mas é uma pessoa correta. Quem era trabalhador conseguia as coisas. Honesto. Cabeça boa para negócios. Claro que molhava as mãos dos fiscais. Quem não molhava? É um homem dedicado aos negócios e à família. Tudo que ele faz é pela família. A mim, por exemplo, ele nunca me deixou trabalhar. Tem um princípio: mulher minha não precisa botar dinheiro em casa. Eu banco tudo.

Continue lendo

A hora CERTA de casar ERRADO

Quando no sentimos frágeis e carentes, o casamento pode parecer a solução mágica para os nossos problemas. Saiba identificar esses momentos.

Casamento triste
Casamento (Pixabay)

Casar para dividir a vida com alguém que se ama é uma experiência fascinante. Mas casar (mesmo que não seja de véu e grinalda) pode ser desastroso se a decisão for tomada precipitadamente, num momento de carência afetiva, como se fosse a solução mágica para os problemas. Portanto, é melhor ficar de antenas ligadas e perceber quando o perigo está rondando.

Sua irmã ou melhor amiga acabou de se casar: Nas duas situações você se sente rejeitada, excluída. O casamento da irmã pode despertar inveja, ciúme e mágoa porque ela vira o centro das atenções da família com os preparativos — festa, apartamento, enxoval —, e você fica com medo de que não sobre nada para você. Isso pode suscitar o desejo de casar logo para ter os mesmos privilégios.

Continue lendo

Muito a conversar

Muito a conversar. Sem sogra, sem filhos, sem nada!

Um dia você acorda e se encara: “Quem é esse velho que me olha no espelho?” Seu nariz e suas orelhas cresceram. Há um a luminosidade clara em torno de sua cabeça.

Muito a conversar. Sem sogra, sem filhos, sem nada!
Imagem: Pixabay

Não, não se trata da aura, mas dos seus — remanescentes? — cabelos. Até seus dentes parecem maiores! E por mais que você “chupe” a barriga, ela não encolhe mais do que um tantinho. E, ainda, as custas de você perder o fôlego.

Continue lendo