Promoção!

R$ 4.99 R$ 1.99

Coisas da Idade, como título, surgiu fácil, espontâneo. Um dia, comentei que estava com vontade de publicar alguns escritos meus.

– E sobre o que você escreve? Do que se trata?
– Ah, sobre coisas da idade…

E o livro foi batizado em clima leve e descontraído. Mas não foi assim que o escrevi.

Alguns anos atrás, decidí colocar no papel as minhas descobertas, angústias e esperanças, retratando a vida que venho observando, curiosa, às vezes detectando um padrão. Às vezes, como se caleidoscópio fosse.

Vi e ouvi muitos idosos, falei com diversas pessoas sobre o viver e o morrer. Encantei-me com a busca incansável pelo melhor. E me horrorizei com a acomodação, com a estagnação, o vazio, o desalento.

Na minha própria vida me deparo com experiências de realização (em que tudo se torna belo, colorido, ágil e feliz) e de frustração
(em que tudo se torna feio, sombrio, moroso e pesado).Essas experiências se alternam. É possível, porém, que a vida de uma pessoa ou de um grupo maior se oriente pela realização, mais do que pela frustração. Ou que ocorra o inverso, o que é preocupante.

Chegamos, então, à conclusão de que a vida não tem sentido e que nada, nem ninguém, vale a pena.

A somatória das aflições que sucessivas frustrações nos trazem é perigosa, pois convida a desistir, em qualquer idade. E, na idade mais avançada, são ainda poucos os que podem afirmar que envelhecer é ganhar, ao invés de perder.

Este livro é um “não” às perdas evitáveis e à desistência, é um apelo para que, mesmo nos tempos mais difíceis, não se apague a chama da fé e da esperança. Um convite para que acreditemos mais em nós mesmos e na humanidade, especialmente numa época da vida em que tudo parece voltar-se contra nós.

Categoria

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Coisas da Idade”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *