"Minhas experiências e meus saberes. Guardei bem guardado em cada envelope lacrado, dentro de pastas dentro de gavetas dentro de armários mil. E guardei tudo tão bem guardado que agora não os acho mais. Cheguei à idade do e eu lá sei? Joguei minhas culpas fora junto com as chaves que trancafiavam meus segredos. Quem se interessaria por eles? Nem eu. Ditoso quase fim do fim."

Pensamentos Idosos
Imagem: Pixabay

"Por onde andam meus amores e meus dissabores? Perdidos nas memórias de um longo passado, de que nem me lembro mais... E nem falta eu sinto. Pergunto por hábito de perguntar."

"Cá estou ao pé de uma mangueira carregada, esperando que uma delas – nem precisa ser a mais doce e suculenta - se espatife no alto da minha cabeça, para que desmaiada seja socorrida a tempo de esboçar o meu mais triunfante sorriso, de quem se foi na hora exata. E se foi antes de tomar o banho da tarde! Passarei desta para melhor como quem escorrega num salão de baile, nos braços do mais belo cavalheiro. Pensarão ter sido um esgar de dor. Terá sido uma memória simples do mais puro amor. Do outro lado, chegarei perfumada como moça. Odor de manga madura, sabor de gente satisfeita."

Inscreva-se no Canal Ana Fraiman no Youtube para não perder nossos conteúdos em vídeo: 

 
  • Psicóloga formada pela UNIP, Mestre em Psicologia Social pela USP e doutora em Ciências Sociais pela PUC-SP.
  • Pesquisadora pelo NEF - Núcleo de Estudos do Futuro, com foco no Ecossociodesenvolvimento | Cátedra Ignacy Sachs, alinhada ao United Nations Millennium Project.
  • Coaching de Carreira e Preparo para uma Aposentadoria Sustentável.

Deixe uma resposta