No colégio, quando entrei em contato com a questão dos Teoremas, o professor Laureano, que nos ensinava matemática, insistia: - A solução do problema se encontra no seu enunciado. Ou seja, formulem bem o problema, que as respostas estão todas lá. E, se não estiverem, é porque vocês ainda não têm todos os dados de que precisam. Então, primeiro procurem os dados.

Como resolver problemas cabeludos

Nós, seus alunos, assustados com a complexidade das coisas, de início nos desesperávamos, porque não conseguíamos ‘pensar diferente’ daquilo que vinha a nossa mente, logo na primeira lida. Ele passou um semestre inteiro, nos ensinando a raciocinar. E, depois, outro semestre, nos ensinando a formular!

Jovens adolescentes, achávamos que Teorema ‘não servia para nada!’. Então, porque aprender a resolvê-los? Aos poucos, de tanto treinar o raciocínio lógico, a maioria de nós aprendeu a gostar de resolver teoremas! Mal sabíamos nós que este é “o” método, que nos ajudaria – lá na frente – a resolver problemas de vida!

Será que o professor Laureano, do Colégio Salete, tinha noção do quanto seus ensinamentos nos preparavam para tomar boas decisões em momentos difíceis?!

Estou com 70 anos de idade e sou muito reconhecida pela sua passagem em minha vida, professor! Gostaria de saber, hoje, se o senhor mesmo sabia que fora Einstein, quem teria dito:

"Se eu tivesse somente 1 hora para resolver um problema, passaria 55 minutos pensando sobre ele e 5 minutos pensando sobre a solução."

Cresci ouvindo: - “Se um problema não tem solução, solucionado está!” Hoje, eu mesma digo: - “Todo problema tem solução. E, se não tem solução, deixa de ser problema, para virar condição. Portanto, aprenda a lidar bem com ela!”

(Ana Fraiman)

Einstein acreditava que, ao olhar o problema por diferentes e possíveis perspectivas, a solução naturalmente surgiria. Confira agora a ‘receita de solução’ de Einstein e como você aplica-la.

1. DEFINIR O PROBLEMA DE OUTRA MANEIRA

Escolher as palavras corretas relacionadas ao problema é essencial para encontrar a solução. Um problema não tem solução enquanto não for definido corretamente. É possível fazer isso em três passos:

- explorando a situação atual no qual este problema se encontra e explicando quais os resultados dessa busca sobre um único ponto de vista;

- definir com clareza o estado atual dele ("O problema que estou tentando resolver é __________");

- então, perguntar-se por qual motivo está tentando resolvê-lo. Isto, em si, já em um problema!

Faça isso até chegar ao ponto central da situação.

2. ENXERGAR O PROBLEMA DE UMA PERSPECTIVA MAIOR

Muitos dos problemas que você enfrenta são, geralmente, pequenas partes de algo maior Então, você precisa ter a habilidade de ver a situação através de diferentes formas (e tamanhos). Isso significa que, mesmo que sinta que vários pequenos obstáculos estão no seu caminho para encontrar uma solução, assegure-se de que você numa vai perder de vista o problema maior que você tem que resolver. Não se deixe perder no meio deste caminho.

3. ANALISE E RESOLVA O PROBLEMA EM PEQUENAS PARTES

Se este seu problema parece insuperável, dê o seu melhor dividindo-o em pequenos problemas (ou tarefas) que são mais fáceis de resolver. Isso fará com que você ganhe mais clareza dentro da realidade da situação pela qual está passando.

4. USE UMA LINGUAGEM MOTIVADORA

Um exemplo: imagine que você é fumante. Esse seu hábito é um problema, então você diz a si mesmo: - "Eu vou parar de fumar". Pense no quanto é mais fácil para você chegar à solução desse problema se disser: - "Eu quero prolongar a minha vida", - "Eu vou ter mais energia", ou "Vou sentir mais o cheiro e o sabor das refeições que faço”.

5. VER E FORMULAR O PROBLEMA COMO UMA PERGUNTA

Você pode criar uma pergunta para o problema pelo qual está passando - pode até chegar a uma solução sem ao menos tentar outras opções. Isso acontece porque nosso cérebro adora enigmas e vai procurar por uma resposta a essa pergunta até encontrá-la.

6. ENCARAR OS PROBLEMAS COMO ALGO FASCINANTE

Se o problema lhe parecer atraente e recompensador, isso vai tornar o processo de busca da solução mais fácil e até mesmo agradável. Por exemplo, ao invés de dizer "Vou criar um blog para fazer algum dinheiro", diga a si mesmo: - "Vou inspirar os leitores do meu blog a fazerem mudanças positivas em suas vidas através dos meus textos".

7. IMAGINAR UM FINAL DIFERENTE

Imagine o pior resultado possível como resultado de não ter encontrado uma solução. Para vencer este problema, você deve visualizar como seria esta derrota e o que o levaria a isso. Assim que tiver imaginado isso, tudo que deve fazer é ter certeza de que você não vai cometer esses erros na vida real. Ficam apenas na sua imaginação.

8. REUNIR O MÁXIMO POSSÍVEL DE INFORMAÇÕES

Você vai se sentir mais seguro ao resolver um problema ao buscar saber mais a respeito. Informe-se e aprenda sobre os fatos que o levaram a ele, ou seja, tente buscar os motivos que o desencadearam.

Ao focar sua atenção no cerne do problema, ou seja, no ‘fato raiz’ que o criou, a solução virá a sua mente com muito mais facilidade e, mais rapidamente, do que você imagina.

 

  • Psicóloga formada pela UNIP, Mestre em Psicologia Social pela USP e doutora em Ciências Sociais pela PUC-SP.
  • Pesquisadora pelo NEF - Núcleo de Estudos do Futuro, com foco no Ecossociodesenvolvimento | Cátedra Ignacy Sachs, alinhada ao United Nations Millennium Project.
  • Coaching de Carreira e Preparo para uma Aposentadoria Sustentável.

One Comment

Deixe uma resposta