О autoconhecimento e essencial para a vida. Quem se conhece consegue escolher com muito mais facilidade a profissão, os parceiros afetivos, os amigos e о estilo de vida. Assim, a vida se torna bem mais coerente e autêntica.

Por Leo Fraiman*

Autoconhecimento
Imagem: Pixabay

Veja as dicas a seguir:

Reflexão - Algumas perguntas ajudam a refletir sobre esse tema: com о que você gostaria de contribuir para a humanidade? Se não precisasse trabalhar por dinheiro, о que você gostaria de fazer? О que você faz com mais facilidade do que a média das pessoas? О que você gostaria de deixar como marca para о mundo? Como desejaria ser lembrado? Essas e muitas outras perguntas podem servir como ponto de partida para a sua autodescoberta. Conhecer-se significa descobrir um sentido maior para a sua existência, uma razão para a vida.

Diário - Se quiser, anote em uma folha de papel о que você sentiu, viu e pensou durante suas reflexões silenciosas. Você sabia que о ato de escrever sobre seus sonhos, medos, dúvidas e desejos pode contribuir muito para que você seja mais feliz e saudável? Devemos procurar extravasar nossas emoções, e não aprisioná-las dentro de nós. Uma maneira agradável de colocar para fora os pensamentos é ter um diário pessoal escrito ou um arquivo no seu computador. Ler о que escreveu é uma forma riquíssima de autoconhecimento e de se tornar honesto consigo mesmo.

Currículo turbinado - Aulas de teatro, arte, música ou esporte, além de ajudar a esfriar a cabeça, são importantes exercícios de autoconhecimento. Essas atividades nos auxiliam a descobrir nossos reais desejos, interesses, capacidades, dificuldades e nos inserem em um grupo de modo gratificante.

Voluntariado - Essa atividade nos ensina a importância da humildade, da cidadania, da organização, da perseverança e da compaixão, qualidades fundamentais para о amadurecimento. Atualmente, muitas empresas dão preferência a jovens que se dedicaram a atividades solidarias paralelamente a vida escolar.

Leitura - Experimente: sente-se no sofá, tire os fones da orelha e pegue aquele livro que há tempos você tem vontade de ler. A leitura de livros de interesse pessoal ajuda a descobrir seus gostos e preferências (ao se identificar com os personagens e enredos), aumenta a cultura geral, exercita a memória, a capacidade de reflexão e a imaginação. Além disso, a leitura é uma ótima atividade neurótica. Você, com certeza, conhece aquele jargão: "Só sabe escrever aquele que lê". Descanse, conheça-se e boa viagem! E lembre-se: ler é treino, portanto adquira esse hábito e você terá muito a ganhar.

*Referência: FRAIMAN, Leo. Projeto de Vida: 100 dúvidas. 1ª edição. São Paulo: Editora Esfera, 2013. [saiba+]

 

  • Psicóloga formada pela UNIP, Mestre em Psicologia Social pela USP e doutora em Ciências Sociais pela PUC-SP.
  • Pesquisadora pelo NEF - Núcleo de Estudos do Futuro, com foco no Ecossociodesenvolvimento | Cátedra Ignacy Sachs, alinhada ao United Nations Millennium Project.
  • Coaching de Carreira e Preparo para uma Aposentadoria Sustentável.

Deixe uma resposta