Dicas para não desistir da faculdade

O índice de desistência em alguns cursos universitários, principalmente nas instituições particulares, chega a 50% nos dois primeiros anos.

Dicas para não desistir da faculdade

Isso ocorre por uma séria de fatores: não gostar do sistema da universidade, não se entrosar com os colegas de classe, não estar suficientemente amadurecido para seguir uma vida universitária, desencantar-se com o curso e até motivos financeiros.
Vale a pesa seguir o quadro de dicas abaixo antes de pensar em desistir de um curso:

Continue lendo

A irritação por precisar mudar alguns hábitos

Por Ana Fraiman, abril de 2016.

Continuação do Artigo Idosos Órfãos de Filhos Vivos – Os novos desvalidos.

Velhos hábitos

 

Muitos filhos adultos ficam irritados por precisarem acompanhar os pais idosos ao médico, aos laboratórios. Irritam-se pelo seu andar mais lento e suas dificuldades de se organizar no tempo, sua incapacidade crescente de serem ágeis nos gestos e decisões. Desde os poucos minutos dos sinais luminosos para se atravessar uma rua, até as grandes filas nos supermercados, a dificuldade de caminhar por calçadas quebradas e a hesitação ao digitar uma senha de computador, qualquer coisa que tire o adulto de seu tempo de trabalho e do seu lazer, ao acompanhar os pais, é causa de irritação. Inclusive por que o próprio lazer, igualmente, é executado com horário marcado e em espaço determinado.

Continue lendo

O que faz com que você pareça mais velho do que realmente é

Envelhecer é inevitável e natural, porém o modo como envelhecemos depende dos nossos bons, ou maus hábitos.

Você já se perguntou porque algumas pessoas têm uma aparência bem mais jovem do que outras? É natural, também, que se deseje prolongar máximo o tempo da juventude. E sem recorrer a cirurgias plásticas!
Será que isso é possível? Claro que é: o segredo está nos hábitos que desenvolvemos. Além do que, hábitos que não nos favorecem podem e devem ser mudados.
A seguir, meia dúzia deles, para você verificar o que pode levá-lo a ter uma aparência bem mais envelhecida do que seus anos de idade. Evite os erros.

Continue lendo

Idosos ousados

"Tenho 63 anos, mas sou ainda bem conservada e gosto de roupas alegres e modernas, mas tenho medo de parecer ridícula. Devo me contentar com as roupas “ditas” próprias para senhoras de mais idade ou posso ousar?"

Pergunta de Regina Sá. Porto Alegre (RS)

Ana Fraiman

Até poucas décadas atrás havia uma diferenciação bem marcante entre os estilos de roupa em função da idade, sexo e até classe social. Atualmente, só uns poucos detalhes têm diferenças marcantes, como por exemplo um colar de pérolas (típico da mulher).

O vermelho e o preto estão sendo usados por ambos os sexos, em qualquer idade, quando antes o vermelho era uma cor típica de mulheres jovens, e o preto total era sinal de luto quando usado por homens e mulheres mais velhos.

Praticamente não há lojas e butiques que atendam especificamente à população idosa, mas tudo que está à venda pode ser usado. É só ter bom senso e seguir o seu natural bom gosto.

Continue lendo

Encarando a Meia Idade com bom humor

Todos nos sentimos um tanto inquietos, quando constatamos que já chegamos à metade previsível de nosso tempo de vida, a temida Meia Idade.

Meia Idade e Bom humor

Uma vez, porém, que esta é uma realidade que deveremos encarar, é melhor que olhemos para os fatos tal como eles são e, que o façamos com uma boa dose de bom humor.

  • Meia idade é quando você vai ao médico, à médica, e se dá conta de que já é tão velho, que precisa pagar para alguém lhe ver sem roupa. E, estando bem, elogiar.
  • A boa notícia a respeito da meia idade é que o vaso, pelo menos está meio cheio. A má notícia é que não vai levar muito tempo até que seus dentes flutuem no mesmo vaso.
  • As mulheres de meia idade já não têm braços, têm envergadura. Seus braços se assemelham a asas voadoras.
  • A meia idade terá chegado quando você estiver frente ao espelho e conseguir enxergar seu volumoso traseiro sem precisar se contorcer todo.
  • A meia idade também terá chegado quando a sua sabedoria se apresentar a você em forma de curvas: no corpo das mulheres bem mais jovens.
  • A meia idade é quando você quer suspender cada parte do seu corpo e gritar: - Se o Império Romano caiu, estas coisas todas também podem cair! Mas cuidado, não olhe para baixo, nesta hora.
  • A meia idade terá chegado quando você ficar repetindo as mesmas coisas em voz alta para você mesmo e a sua papada fizer o mesmo.
  • Quando chegamos à meia idade nos tornamos mais reflexivos e nos colocamos grandes perguntas: O que é a vida? Por que estou aqui? Quanto sorvete posso comer para que seja uma opção saudável?
  • Meia idade é aquela em que você já sabe direitinho o que não deve fazer, mas faz assim mesmo. E, quase certamente, fará bem feito.
  • Você terá chegado à meia idade quando não for mais tão jovem assim, nem tão velho assado, que deixe de se interessar por uma quarentona bem disposta!

Texto traduzido e adaptado de Todomail.

  • Psicóloga formada pela UNIP, Mestre em Psicologia Social pela USP e doutora em Ciências Sociais pela PUC-SP.
  • Pesquisadora pelo NEF - Núcleo de Estudos do Futuro, com foco no Ecossociodesenvolvimento | Cátedra Ignacy Sachs, alinhada ao United Nations Millennium Project.
  • Coaching de Carreira e Preparo para uma Aposentadoria Sustentável.

Ciúmes do pai viúvo

"O meu pai, que é viúvo há quatro anos, arrumou uma amiga e está de namoro firme. Ele conta tudo para minha filha (sua neta), mas comigo nem abre a boca. Acho que, com 72 anos, já não tem mais idade para essas coisas. Devo dizer-lhe isso com franqueza?"

Pergunta de Aparecida Soares, Curitiba (PR)

Ana Fraiman

É comum que os avós e netos se entendam melhor entre si que pais e filhos. À medida que se sentem mais livres de preconceitos e menos dispostos a ficarem criticando e controlando a vida uns dos outros.

Você quer dar uma opinião a seu pai ou quer submetê-lo a sua autoridade? Talvez o namoro dela faça com que você se sinta insegura, enciumada, relegada a segundo plano… e seja isso que você não está admitindo. Em qualquer idade, são mais felizes as pessoas que amam e são amadas e você, por mais que goste dele, não poderá lhe dar o que outra mulher lhe oferece. Lembre-se: também esta amiga não substituirá você no coração do seu pai.

Continue lendo

Como avisar o professor que ele está com a braguilha aberta, sem constrangê-lo na aula?

Situações constrangedoras são rapidamente superadas quando a gente vai direto ao ponto, com simplicidade e amizade. Pense que, se fosse com você, se sentiria muito grato(a) à pessoa que lhe ‘deu o toque’. Lembre-se: tudo pode piorar, tudo pode melhorar.

Braguilha aberta

- Professor. (Fale somente com ele e de costas para os demais). Tenho certeza que o senhor (você) não se deu conta. A sua braguilha está assim, bem, aberta. Vai rapidinho lá fora e fecha, tá? Fico aqui esperando. Um sorriso e tchau, miau.

Leia também: Como driblar o mau hálito de um colega que se aproxima de mais quando conversa?

Em toda a minha longa vida de festas, bailes e casamentos, somente numa única vez não foi possível – porque não seria adequado – alertar uma jovem senhora que o cabo de seu pente pendia para fora de sua bolsinha de seda a tiracolo.

Continue lendo

Como driblar o mau hálito de um colega que se aproxima de mais quando conversa?

Mau Hálito

Simples. Diga o mais diretamente possível: - Posso lhe dizer uma coisa importante que poderá incomodá-lo, mas que vai ajudar pra caramba?! Diga isso com um discreto e afável sorriso, e aguarde pela reposta. Em geral as pessoas concordam em ouvir o que você terá a dizer-lhes. Afaste-se com ela, dos olhares e ouvidos de outras pessoas. E seja rápido(a).

Leia também: Como avisar o professor que ele está com a braguilha aberta, sem constrangê-lo na aula?

- Vou dizer a você, como eu gostaria que um(a) amigo(a) dissesse para mim. O negócio é o seguinte: procure um médico ou um dentista, que alguém deles vai te ajudar. Reparei que, quando você se aproxima, seu hálito não está cem por cento. Vai ver que é uma coisa simples, que logo você poderá tratar e solucionar. Pode ser um problema digestivo ou dental, mesmo. Rapidinho você vai estar ótimo(a)! E eu vou ficar feliz com isso, tá? Depois me conta.

Continue lendo